fbpx

Como o Neurofeedback pode ajudar na Prática Neuropsicopedagógica?

COMO FUNCIONA O NEUROFEEDBACK?

O treino por neurofeedback utiliza uma tecnologia que capta os sinais do cérebro através de sensores e os envia a um computador. Um software interpreta estes sinais e mostra, através de gráficos, o funcionamento cerebral em tempo real. Com isso é possível observar, treinar e melhorar o padrão de funcionamento do cérebro.?

Neuropsicopedagogia e Neurofeedback

Com o Neurofeedback é possível identificar os padrões das frequências cerebrais e suas relações com a cognição, comportamento e emoções. Durante o treinamento o cliente aprende a conhecer em que padrões o seu cérebro está processando e o quanto isso interfere, por exemplo, no seu grau de atenção, no seu acesso à memória, no seu nível de ansiedade ou depressão. Com este treinamento o cliente passa a vivenciar mudanças em seu estado mental, melhorando seus problemas de aprendizagem, transtorno de humor, déficit de atenção, depressão, dentre outros, além de possibilitar um melhor autocontrole diante de situações de estresse. Como resultado o neurofeedback otimiza a saúde aumentando a habilidade do cérebro em se auto-regular, focar, relaxar e tornar-se mais resiliente.

A utilização do Neurofeedback pelos profissionais da Neuropsicopedagogia podem contribuir significativamente na avaliação das Funções Executivas. Através desse processo o profissional conseguirá:
  • Conhecer e compreender e as Funções Executivas através do Neurofeedback;
  • Compreender o funcionamento do Sistema Atencional e Lobo Pré-Frontal ( área do cérebro especializada no funcionamento executivo);
  • Compreender as aplicações do Neurofeedback na prática para otimizar as Funções Executivas e os resultados que o paciente pode alcançar com o uso do mesmo;
  • Aprender como treinar o cérebro para otimizar as Funções Executivas com aparelhos específicos ( Brain Link e Neurosky) dentre muitos outros benefícios que esse recurso pode oferecer.
O Neuroffedback é indicado para o tratamento do:
  • Autismo;
  • TDAH;
  • Dislexia;
  • Problemas de Memória;
  • Demências;
  • Comprometimento Cognitivo;
  • TOC;
  • Síndrome do Pânico;
  • Ansiedade;
  • Bruxismos TEPT ( Transtorno do Estresse Pós-Traumático) , além de melhorar a performance profissional e esportiva e desempenho para concurso.
 O Neurofeedback pode ser usado em paralelo com outros tratamentos como:
  • fonoaudiológico;
  • psicológico;
  • psicopedagógico;
  • neuropsicopedagógico.

 O Neurofeedback irá potencializar as respostas do paciente a  esses tratamentos sendo um grande aliado para que este alcance todos seus objetivos.

Quais profissionais podem participar da Formação em Neurofeedback?
  • Fonoaudiólogos;
  • Psicólogos;
  • Neuropsicopedagogos;
  • Neuropsicólogos;
  • Psicopedagogos e Neurocientistas.

Por ser um tratamento não invasivo e não medicamentoso, que faz com que o paciente apresente ótimos resultados de forma mais eficiente, sendo assim mais aceito pelas famílias.

2 comentários em “Como o Neurofeedback pode ajudar na Prática Neuropsicopedagógica?

  • 7 de outubro de 2020 em 17:55
    Permalink

    Boa tarde,estou me especializando em neuropsicopedagogia e estou interessada no aprendizado do manuseio e compra do neurofeedbak

    Resposta
    • 21 de outubro de 2020 em 12:02
      Permalink

      Boa tarde Rosilene, tudo bem?

      Que bom, é uma técnica muito eficaz. Tem várias ofertas na internet para compra. Pesquise bastante para adquirir algo bom e de qualidade. Atenha-se também antes de comprar se o site é seguro e tem boas indicações. Qualquer dúvida estamos a disposição. Abraços…

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp