fbpx

Recursos para o Diagnóstico Psicopedagógico

  • BENDER INFANTIL – Clawson – Verificação do índice de maturação da integração percepto­motora.
  • BPR­5 – BATERIA DE PROVAS  DE  RACIOCÌNIO  –  Primi  /  Almeida  – Provas de raciocínio abstrato, raciocínio  numérico, raciocínio  verbal, raciocínio mecânico e raciocínio especial. Possui a forma A (alunos de 6ª a 8ª série de ensino fundamental) e forma B (da 1ª a 3ª série do ensino médio e curso superior). É um instrumento que auxilia a tomada de decisão na avaliação  de  dificuldades  de aprendizagem.
  • COLEÇÂO PAPEL DE CARTA – Leila S. J. Chamat – recurso para identificar possíveis dificuldades de aprendizagem relacionadas com o vínculo; verifica:
  • relação afetiva – o dar e receber afeto; (b) como realiza a comunicação e os conteúdos desta comunicação; (c) como lida com sentimentos de exclusão; (d) o nível de operatoriedade e os esquemas que utiliza; (e) os significados e os significantes do aprender; (f) a problemática afetivo­cognitivo­emocional que impedem a aprendizagem.
  • CONFIAS – CONSCIÊNCIA       FONOLÓGICA:       INSTRUMENTOS    DE AVALIAÇÂO SEQUENCIAL – Moojem (coord.) – este instrumento tem como objetivo avaliar  a  consciência  fonológica  de forma  abrangente  e   seqüencial, podendo  ser utilizado no trabalho com crianças não alfabetizadas e em processo de alfabetização, assim como no tratamento de dificuldades e/ou transtornos de  aprendizagem.  A  utilização deste instrumento possibilita a investigação das capacidades fonológicas, considerando a relação com as hipóteses de escrita (Ferreiro e Teberosky, 1991). Além disso, contribui para a prática na alfabetização e instrumentaliza  profissionais  de diferentes áreas  (fonoaudiólogo,  psicopedagogo,  psicólogo  e  educador)  podendo também subsidiar pesquisas acadêmicas na área de linguagem, da psicologia cognitiva e da educação.
  • EXAME DE LINGUAGEM TIPITI – exames de linguagem que abrangem toda escolaridade desde a pré­escola até o colegial inclusive.
  • ESCALA DE TRANSTORNO DE DEFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE – Benczick – destina avaliar os sintomas comportamentais do TDAH no contexto escolar, tendo o professor e os pais como fontes de informação.
  • ESCALA DE MATURIDADE MENTAL COLUMBIA – Burgemeister / Blum / Large – só para psicólogos com CRP – Teste individual, de fácil aplicação, que fornece uma estimativa de capacidade de raciocínio geral das crianças. Avalia especialmente capacidades que são importantes para o sucesso na escola, principalmente as capacidades para discernir as relações entre os vários tipos de símbolos. Faixa etária de aplicação: 3,5 a 12 anos.
  • IAR – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DO REPERTÓRIO BÁSICO PARA ALFABETIZAÇÃO – Sergio A. da Silva Leite – manual com caderno de respostas – utilizadas para pré­-escolares (5/6 anos) e 1ª série – avalia o repertório comportamental das crianças no que se refere aos pré­-requisitos para leitura e escrita; indica que conceitos devem ser trabalhados para a alfabetização.
  • KIT DIAGNÓSTICO OPERATÒRIO – Maleta em madeira contendo os materiais para realização das provas operatórias de Piaget.
  • KIT TEPSI – desenvolvimento psicomotor de pré­escolar (3/5 anos) – maleta em madeira contendo manual e os materiais necessários às provas do TEPSI – medição de verbalização, coordenação e motricidade.
  • PROVAS DE PRÈ­CÁLCULO – Milicic – manual e prova do aluno para verificação dos conceitos necessários para aquisição do número.
  • SDT – Teste de Desenho de Silver – Rawley Silver – avaliação das capacidades cognitivas através da simbolização de desenhos.
  • TDE – Teste de Desempenho Escolar – Lílian Milmitsky – Avaliação das capacidades fundamentais para o desempenho escolar – Leitura, escrita e aritmética; sugerido para alunos de 1ª a 6ª série do 1º grau.
  • TESTES DAS FIGURAS COMPLEXAS DE REY – André Rey – usando o método de cópia e reprodução de memória das figuras pode­se verificar como o sujeito aprende os dados preceptivos que lhes são apresentados e o que foi conservado espontaneamente pelo mesmo.
  • TESTE ROSS DE PROCESSO COGNITIVOS – Ross – diagnostica 8 funções cognitivas, entre as quais analise de informações relevantes e irrelevantes, estratégias de questionamento, análise de padrões, relações lógicas e abstratas.
  • WISC – III – Escala de inteligência Wechaler para crianças – Wechsler ­só para psicólogos com CRP – é um instrumento clínico para avaliar a capacidade intelectual das crianças e adolescentes. É composto de vários sub­testes, cada um medindo um aspecto de inteligência. O desempenho nestes sub­testes é resumido em 3 medidas compostas, os QI’s verbal, de execução e o total, oferecendo estimativas em 4 índices fatoriais como compreensão verbal, organização perceptual, resistência a distração e velocidade de processamento das informações. Faixa etária de aplicação: 6 a 16 anos.
  • MANUAL DAS PROVAS OPERATÒRIAS DE PIAGET  –  McDowell  – Tradução: Simone  Carlberg  –  oferece  não  somente  a  discrição  das  provas  do diagnóstico operatório, mas inclui, de forma sistemática e simples, os procedimentos de aplicação, critérios para compreender a qualidade das respostas e um glossário com explicações dos termos técnicos usados.
  • MANUAL PARA O EXAME PSICOLÓGICO DA CRIANÇA – René Zazzo – livro contendo uma série de provas, entre as quais: Provas de  lateralidade,  Piaget  – Head (Orientações esquerda / direita), ritmo, prova gráfica de organização perceptiva (Pré­Bender 4 – 6 anos).

10 thoughts on “Recursos para o Diagnóstico Psicopedagógico

  • 22 de novembro de 2018 em 11:45
    Permalink

    Quanto conteudo de qualidade encontrei aqui no site. Agradeço por compartilhar. Sucesso. abraço

    Resposta
    • 22 de novembro de 2018 em 13:54
      Permalink

      Olá Julia, agradecemos o carinho. Fazemos tudo com muito carinho e dedicação. Abraços….

      Resposta
  • 18 de fevereiro de 2019 em 09:31
    Permalink

    Bom dia dia, sabemos que a psicopedagogia é um exercício ( trabalho ) de equipe, trocas e parcerias para obtenção de resultados mais reais e concretos. Eu conto com apoio de voces, ja que me ajudam bastante com os post informativo. Podemos conversar mais?
    Aguardo,
    GRANDE ABRAÇO.
    profTITA

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2019 em 11:01
      Permalink

      Olá Maria Jacinta, agradecemos o carinho. Sim fique a vontade para entrar em contato com nossa equipe. Pode ser por e-mail ou via whatsapp também.
      Segue contatos: psiqueasy@gmail.com / 21 9.7421-7212

      Abraços….

      Resposta
  • 21 de março de 2019 em 20:06
    Permalink

    Muito bom, estava precisando dessas orientações – seguras e claras – objetivas. ????

    Resposta
    • 22 de março de 2019 em 08:35
      Permalink

      Olá Lúcia, que bom que gostou, tudo é feito com muito carinho. Abraços carinhosos…

      Resposta
  • 4 de abril de 2019 em 11:09
    Permalink

    Olá bom dia
    Estou amando este blog.
    Sou psicopedagoga e tenho dúvidas quais testes são específicos dos psicólogos, ou seja não podemos usá-lo nos diagnósticos psicopedagógicos.
    Poderia me orientar? obrigada

    Resposta
    • 5 de abril de 2019 em 18:02
      Permalink

      Olá Andréa, agradecemos a atenção, tudo é feito com muito carinho e dedicação para nossos clientes e leitores. Em relação a sua dúvida, se sua formação inicial for Psicologia e uma das suas especializações for psicopedagogia a senhora pode utilizar todos os testes sem restrições. No caso de sua formação inicial não ser em Psicologia, e sua especialização em Psicopedagogia existem restrições em relação a aplicação de alguns testes. Veja no link alguns testes indicados para Pp > https://blog.psiqueasy.com.br/2019/01/03/quadro-de-testes-aplicados-por-psicopedagogos/

      Esperamos ter ajudado. Qualquer dúvida estamos a disposição. Abraços

      Resposta
  • 22 de julho de 2020 em 19:27
    Permalink

    ola! estou conhecendo agora este, material e estou lendo Laudo psicopedagógico!A nossa orientação foi sempre que não damos laudo e sim parecer !Somente medico da laudo dizem!

    Resposta
    • 27 de julho de 2020 em 17:53
      Permalink

      Olá Cleuza, tudo bem?

      Segundo as definições podemos utilizar ambos, veja:

      PARECER: OPINIÃO, conselho ou esclarecimento técnico emitido por um profissional legalmente habilitado sobre assunto de sua especialidade.

      LAUDO: Peça na qual o perito, profissional habilitado, relata o que observou e dá as suas conclusões ou avalia, FUNDAMENTADAMENTE, o valor de coisas ou direitos.

      A partir das definições podemos perceber que enquanto psicopedagogos somos profissionais habilitados e especialistas no que se refere a aprendizagem. No entanto, é uma temática polêmica, onde apresentam-se muitos profissionais a favor e contra a utilização de algumas definições. Respeitamos a posição de cada um.

      Abraços…

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp