Como a Intervenção Psicopedagógica/Neuropsicopedagógica pode evitar o Suicídio Infantil?

O que é  Suicídio?

O suicídio supõe tirar voluntariamente a própria vida. Trata-se de um termo que deriva de dois vocábulos latinos: sui (“de si mesmo”) e caedĕre (“matar”), ou seja, matar-se a si mesmo.

 Qual a visão cristã a respeito do suicídio? O que diz a Bíblia a respeito do suicídio?

crianças suicidio psiqueasy

A Bíblia enxerga o suicídio da mesma forma que assassinato, pois isso é exatamente o que é – auto-assassinato. Cabe a Deus decidir quando e como uma pessoa deva morrer.

Os Cristãos acreditam que para Deus cada criança é especial. A criança é uma pessoa pequena que precisa do amor e cuidado dos pais para crescer e se tornar um adulto saudável e alegre. Deus se interessa pelo bem-estar das crianças.

A palavra de Deus é clara quando fala que o seu reino pertence as crianças. Dessa maneira, podemos perceber que são inocentes. As mesmas não compreendem bem as consequencias de muitas coisas que acontece no mundo ao seu redor. A biblia fala que todos devem se converter e se tornarem como crianças ou jamais entrarão no Reino dos céus. As crianças são como anjos, são humildes, inocentes, puras, verdadeiras e justas.

O ato do Suicídio é desconhecido para elas, portanto a elas pertence o reino do céus.

Por que tem acontecido o suicídio Infantil?

abuso-infantil psiqueasy

Na verdade o que se percebe é que o suicídio infantil deve ser visto como a vontade imensa de acabar com o sofrimento e não com a vida.

O tema abordado desfoca-se do nosso imaginário, afinal acreditamos que o mundo das crianças é sempre pensado como mágico, colorido, fantasioso e feliz. Mas, na realidade, por mais triste que seja, esse mundo encantado esta desmoronando.

Falar sobre suicídio sempre foi um tabu para a sociedade. No entanto, não deve ser visto como algo velado. Sabemos que é um assunto complexo, difícil de ser discutido, mas extremamente necessário.

Pais e (ou) responsáveis devem ensinar as crianças desde muito cedo a lidar com as questões humanas, as emoções e principalmente frustações.

O Suicídio Infantil tem aumentado consideravelmente no Brasil

suicidio infantil2 psiqueasy

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e Dados do Mapa da Violência, do Ministério da Saúde, revelam que ele existe e está crescendo. De 2002 a 2012 houve um crescimento de 40% da taxa de suicídio entre crianças e adolescentes.

Resultados como esses nos deixam inquietos e nos levam a refletir sobre algumas questões importantes: o que faz uma criança ou adolescente pensar ou acabar com a própria vida?

Seguramente, cada caso é um, e motivos diferentes podem ser apontados; no entanto, alguns fatores de risco para o suicídio entre crianças e adolescentes são reconhecidos pela comunidade científica.

Para os mais novos, se matar é, de fato, mais difícil. Dados mostram que, a cada suicídio adulto, há de 10 a 20 tentativas que não acabaram em morte. No caso de crianças, são estimadas 300 tentativas para um suicídio consumado, seja porque elas usam método pouco letal, seja por dificuldade de acesso a instrumentos.

Uma situação que, segundo os especialistas, reflete a falta de programas de prevenção.

O psiquiatra infantil Gustavo Estanislau mostra que em países desenvolvidos existem iniciativas de prevenção. “Lá fora, existem projetos de prevenção há muito tempo. Eles já têm isso tão bem organizado, que funcionam como um guia. Tem equipes até para agir nas escolas quando, por exemplo, uma criança se mata. No Brasil, não conheço nenhum projeto desse tipo.”

 suicidio urso psiqueasy

Quais os Sintomas que levam as crianças ao Suicídio?

Se a criança apresentar:

  • Traços de isolamento,
  • Melancolia,
  • Tristeza,
  • Chora muito,
  • Tem problemas para dormir ou dorme em excesso,
  • É obesa ou simplesmente sem nenhum apetite,
  • Sofre violência psicológica (ocorre quando alguém é submetido a ameaças, humilhações e também privado do desenvolvimento emocional saudável).
  • Sofre violência física (envolve maus tratos corporais como o espancamento, queimaduras, fraturas entre outros).
Quando a criança é privada daquilo que é essencial para o seu desenvolvimento sadio, como:
  • Alimentação,
  • Vestuário,
  • Segurança e oportunidade de estudo.
O abuso de substâncias como álcool e drogas (dos pais e pessoas que moram com a criança), a depressão, tentativas de suicídio ou outros problemas psicológicos, como:
  • Dificuldades nas habilidades sociais,
  • Autoritarismo,
  • Estresse social,
  • Violência doméstica e disfunção familiar.

 intervenção psicopedagógica psiqueasy

Intervenção Psicopedagógica o que é?

A intervenção psicopedagógica é uma forma profícua de responder às necessidades e dificuldades de várias crianças ou jovens. Mais precisamente, a Psicopedagogia é uma área do conhecimento que se constrói a partir de dois campos com diferentes princípios teóricos e metodologias práticas: a pedagogia e a psicologia. Dentro das diversas áreas de intervenção psicopedagógica, destaca-se a aquisição de métodos de aprendizagem e a estimulação da motivação da criança ou jovem (López, Nieto & Palacio, 2006).

intervenção psicopedagogica psiqueasy 2

Mas, como a Intervenção pode contribuir para evitar o Suicídio Infantil?

A intervenção do psicopedagogo pode ser de forma preventiva, a qual detecta as dificuldades e (ou) outros problemas de cunho emocional e(ou) comportamental. Ao detectar sintomas que poderão levar a criança ao Suicídio Infantil o profissional encaminha os mesmos para acompanhamento de especialistas a depender do(s) problemas emocionais e comportamentais apresentados na queixa.

O Psicopedagogo/Neuropsicopedagogo exercem uma função muito importante nas diversas instituições onde trabalha. O psicopedagogo contribui para a construção da autonomia e independência, através da relação com “como eu aprendo” e “como me relaciono com o saber”. A intervenção desses profissionais na infância, é de suma importãncia para evitar muitas fatalidades. Sabemos que a especialidade desses profissionais é a aprendizagem, no entanto, quando existe um um bloqueio emocional e(ou) comportamental que impessa a criança a aprender, a intervenção psicopedagógica é feita juntamente com outros profissionais da área de saúde mental como Psicológos, Psiquiatras e até mesmo Neuropediatras. Juntos esses profissionais conseguem reverter situações consideradas complexas e difícéis de resolver.

Ao contrário do que se pensa algumas crianças passam por muitas coisas desagradáveis no dia a dia. Por muitas vezes as mesmas não sabem como reagir. Isso gera problemas que se não acompanhados pelos profissionais adequados pode levar a terríveis situações. Toda doença que é descoberta no começo é mais fácil de reverter, tratar e a depender até mesmo de encontrar a cura.

suicidio psiqueasy

Vamos ficar alerta, cuidar das crianças é nossa maior missão.

Faça parte dessa Campanha Contra o Suicídio Infantil, COMPARTILHE.

PsiquEasy

Leia também: Psicopedagogo na Escola faz toda Diferença

Veja ainda: Precisamos evitar Estímulos Estressantes na Infância

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp