Exercícios para Intervenção da Dislexia

Como é feita a Intervenção?

 

Sejam quais forem as limitações no processo de aprendizagem, além da dislexia (como também nos distúrbios de aprendizagem, transtornos globais do desenvolvimento e outros) a intervenção sempre se faz necessária.

A escola sozinha nunca dará conta de resolver estas dificuldades. Para estas crianças, adolescente e até adultos com um desempenho deficitário, uma intervenção correta também ajudará na baixa autoestima que eles apresentam.

Na Educação infantil, tal dificuldade pode se manifestar principalmente por falta de interesse pelas:

Rimas;
Palavras mal pronunciadas;
Persistência da “linguagem de bebê”;
Dificuldade em aprender (e lembrar o nome das letras) e dificuldade em saber o nome das letras do próprio nome.

Nas séries iniciais do ensino fundamental, as seguintes características normalmente são identificadas:
  • dificuldade em entender que as palavras são “divididas em partes”;
  • incapacidade de associar letras a sons;
  • erros de leitura (sem conexão entre fonemas/grafemas – por exemplo, ler panela, em vez boneca);
  • incapacidade de ler palavras mesmo simples;
  • reclamações e ou recusa em situações em que tenha que ler.

Em se tratando de intervenção, há consenso de que o ensino infantil e as séries iniciais representam uma “janela de oportunidades” para se prevenir problemas com a leitura (assim como outros problemas de aprendizagem). Além disso, na ausência de intervenção se observa aumento de discrepância de desempenho, quando comparado aos seus pares, ao longo das séries posteriores.

Sendo assim, é importante que se identifique no ensino infantil os sinais sugestivos de alterações que possam prejudicar a aquisição da leitura e escrita e, nesses casos, se implemente intervenção adequada às alterações encontradas.

Fontes de Pesquisa:

http://www.dislexia.org.br/como-e-feita-a-intervencao/

http://www.revistapsicopedagogia.com.br/detalhes/21/dislexia-na-escola–identificacao-e-possibilidades-de-intervencao

Exercícios para Imprimir

Diagnóstico da Dislexia

Para confirmar que a pessoa tem dislexia é preciso realizar testes específicos que devem ser respondidos pelos pais, professores e pessoas próximas da criança. O teste consiste em diversas perguntas sobre o comportamento da criança nos últimos 6 meses e deve ser avaliado por um psicólogo que também dará indicações de como deve ser feito o acompanhamento da criança.

Além de identificar se a criança tem dislexia, pode ser necessário responder a outros questionários para saber se além da dislexia a criança possui alguma outra condição como o Transtorno do Defict de Atenção e Hiperatividade, que está presente em quase metade dos casos de dislexia.

Fonte: https://www.tuasaude.com/sintomas-de-dislexia/

 

 

É preciso ficar atento ao desenvolvimento da criança de forma geral e se notar qualquer dificuldade, procurar orientação de especialistas. O diagnóstico e o tratamento da dislexiaexigem a participação de equipe multidisciplinar, com profissionais como pedagogo, psicopedagogo, neuropsicopedagogo, fonoaudiólogo e psicólogo.

 

PsiquEasy

Leia também: Psicopedagogo na Escola faz toda Diferença

Veja ainda: Como o Neuropsicopedagogo pode fidelizar seus clientes?

7 comentários em “Exercícios para Intervenção da Dislexia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp