Fonoaudiologia e suas Áreas de Formação

Quem é o fonoaudiólogo?

O fonoaudiólogo é um profissional de Saúde, com graduação plena em Fonoaudiologia, que atua de forma autônoma e independente nos setores público e privado. É responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da função auditiva periférica e central, da função vestibular, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas miofuncional, orofacial, cervical e de deglutição. Exerce também atividades de ensino, pesquisa e administrativas.

Onde o fonoaudiólogo atua?

O fonoaudiólogo é atuante em:

  • unidades básicas de saúde;
  • ambulatórios de especialidades;
  • hospitais e maternidades;
  • consultórios;
  • clínicas;
  • home care;
  • domicílios;
  • asilos e casas de saúde;
  • creches e berçários;
    escolas regulares e especiais;
  • instituições de ensino superior;
  • empresas;
    veículos de comunicação (rádio, TV e teatro);
  • associações.

O Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa) reconheceu, através da Resolução Nº 453,  quatro novas especialidades para Fonoaudiologia. Além das sete já existentes (Audiologia, Disfagia, Fonoaudiologia Educacional, Linguagem, Motricidade Orofacial, Saúde Coletiva e Voz), passam a ser novas especialidades as seguintes áreas: Fonoaudiologia Neurofuncional, Fonoaudiologia do Trabalho, Gerontologia e Neuropsicologia.

No entanto, outras pesquisas mostram que já são 12 as áreas de atuação do Fonoaudiólogo. Confira http://www.fonosp.org.br/crfa-2a-regiao/fonoaudiologia/o-que-e-a-fonoaudiologia/

São 12 as especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia, veja quais são elas:

Vídeo Animado: O que o Fonoaudiólogo faz?

O que você vai ser quando crescer? O primeiro passo para escolher uma profissão é buscar informações sobre ela. Clique no vídeo e, de forma divertida, descubra o que o fonoaudiólogo faz, onde pode trabalhar e em quais áreas pode atuar!Compartilhe esse vídeo e ajude a divulgar a Fonoaudiologia!

Posted by Conselho de Fonoaudiologia – SP on Monday, November 6, 2017

Veja o que compreende cada uma:

Audiologia: Elaborar programa de prevenção e promoção da saúde auditiva; realizar diagnóstico audiológico e reabilitação; selecionar e adaptar próteses auditivas.

Linguagem: Prevenir, diagnosticar e tratar transtornos na fala e na escrita.

Motricidade orofacial: Prevenir, diagnosticar, habilitar e reabilitar funções relacionadas à respiração, sucção, mastigação, deglutição e articulação da fala. Realizar também o aperfeiçoamento dos padrões de fala e estética facial.

Saúde Coletiva: Construir estratégias de planejamento e gestão e atuar na atenção à saúde a partir do diagnóstico de grupos populacionais.

Voz: Prevenir, avaliar, aperfeiçoar e tratar da voz falada e cantada. Auxiliar profissionais, como cantor, locutor,  jornalista, ator e professor, na postura vocal em suas atividades.

Disfagia: Diagnosticar, habilitar e reabilitar pacientes com transtornos da deglutição.

Fonoaudiologia educacional: Promover, aprimorar e prevenir alterações de linguagem oral e escrita, audição, motricidade orofacial e voz, favorecendo e otimizando o processo de ensino e aprendizagem.

Gerontologia: Prevenir, avaliar, diagnosticar, habilitar e reabilitar os transtornos relacionados à audição, ao equilíbrio, fala, linguagem, deglutição, motricidade orofacial e voz de idosos.

Fonoaudiologia neurofuncional: Avaliar, diagnosticar e reabilitar pessoas com alterações neurofuncionais, atuando nas sequelas de danos ao sistema nervoso central ou periférico.

Fonoaudiologia do trabalho: desenvolver programas de conservação auditiva; detectar e diagnosticar riscos fisiológicos em situações reais e possibilitar a permanência no trabalho sem restrição da atividade profissional.

Neuropsicologia: Prevenir, avaliar e tratar os transtornos que afetam a comunicação humana e sua interface com a cognição.

Fluência: Identificar as tipologias das disfluências típicas e atípicas para o diagnóstico e intervenção precoce dos transtornos da fluência; Orientar as famílias e as equipes de saúde e educação sobre a identificação de transtornos da fluência; Gerenciar programas de reabilitação dos transtornos da fluência; Atuar como perito ou como auditor em situações nas quais esteja em questão o processo de fluência normal ou alterada.
Clique aqui e saiba mais.

Fontes das Informações: 

Áreas de atuação do Fonoaudiólogo

Fonoaudiologia

Migrar dados para o PsiquEasy

Veja também: Anamnese Fonoaudiológica

Leia ainda: TCLPP – TESTE DE COMPETÊNCIA DE LEITURA DE PALAVRAS E PSEUDOPALAVRAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp