fbpx

Práticas Psicopedagógicas para Alfabetizar

Enquanto psicopedagogos temos nos preocupado muito com os problemas que afetam a aprendizagem. Na maioria das vezes a investigação é direcionada aos Distúrbios, Transtornos e/ou Dificuldades. No entanto, os índices tem mostrado que o caminho a seguir inicialmente nas sessões é outro.

Vejam o que mostram as pesquisas recentes: “Alfabetização malfeita é a real causa de 80% de casos encaminhados para sessões como “distúrbio”. Quando estudantes chegam aos espaços psicopedagógicos e/ clínicas, poucos são os alunos diagnosticados com transtornos e disfunções. O problema é mais simples (ou nem tanto) do que se imagina: a alfabetização não foi adequada.

Podemos perceber nessa informação que devemos direcionar nossas sessões iniciais realizando sondagens para verificar se a queixa apresentada esta fundamentada no fator “má alfabetização”. Devemos investigar muito bem essa possibilidade antes de iniciar testes voltados para os Transtornos da Aprendizagem. Primeiro devemos descartar essa opção “má alfabetização”.

Você deve estar se perguntando como fazer isso, não é mesmo?

Simples, primeiramente devemos entender que o Psicopedagogo NÃO atua como professor em suas sessões. Ele busca compreender o processo de absorção de informações e construção de conhecimentos dos indivíduos em todas as fases da vida humana. A partir dos seus conhecimentos, esse profissional pensa em melhorias nos métodos de ensino. O psicopedagogo é o responsável por prevenir, diagnosticar e tratar problemas de aprendizagem.

O psicopedagogo identifica dificuldades, problemas e distúrbios no processo de aprendizagem, sejam de natureza emocional, social, física ou mental. É da sua competência investigar os problemas relacionados a má alfabetização, pois sabemos que o Brasil vem consagrando números negativos quando falamos em alfabetização, etapa conhecida como o “coração do ensino”. Então nesses casos, ele aplica métodos para a solução ou prevenção dos problemas.

Uma das funções do Psicopedagogo esta voltado para a Intervenção, visando a solução dos problemas de aprendizagem, com enfoque o indivíduo ou a instituição de ensino. Outra função importantíssima é a realização de pré-diagnóstico, mediante a utilização de instrumentos e técnicas próprias da área.

Como o Psicopedagogo deve proceder nos casos onde o problema de aprendizagem é por causa da MÁ ALFABETIZAÇÃO?

Percebemos ao longo de muitas pesquisas que não existem materiais atualmente no mercado que contemplem essa questão de forma adequada e sequencial. Por isso, nós da PsiquEasy desenvolvemos uma Coleção com sequencia comprovada por milhares de profissionais e crianças em todo Brasil. Foi criado a partir das Práticas Psicopedagógicas e anos de experiência. Existem milhares de materiais de alfabetização aleatórios, que não estão de acordo com as reais necessidades daqueles que realmente necessitam ser alfabetizados.

A Coleção Práticas Psicopedagógicas possui uma sequencia que não poderá ser quebrada, pois para se alcançar exito nesse processo devemos seguir um processo sério, lúdico, criativo, inovador e que ofereça a criança e adolescente opções que as estimulem. Essa é a proposta da nossa coleção. O psicopedagogo terá em suas mãos um riquíssimo instrumento, onde ele poderá utilizar para identificar se seu aprendente/paciente foi mal alfabetizado ou se realmente apresenta algum possível transtorno, distúrbios ou dificuldades de aprendizagem. Nosso material permite investigar cada etapa do processo de alfabetização em um passo a passo. Dessa forma, será possível o Psicopedagogo identificar facilmente se seu aprendente/paciente foi ou não alfabetizado.

Outra pergunta que deve esta se fazendo é a seguinte: “Quais são os outros diferenciais desse material além de possuir uma sequencia lógica”?

Além desse material ter sido desenvolvido a partir de uma sequencia lógica de aprendizagem, também oferece a junção de diversos métodos e técnicas. Os volumes das vogais e consoantes por exemplo, dispõe de diversos recursos lúdicos para facilitar a aprendizagem como: relacionando as imagens com as letras, ao mesmo tempo que apresenta o método fonológico relacionando as letras com seus respectivos sons.

As estratégias visuais estão por toda coleção favorecendo a estimulação cognitiva de crianças e adolescentes que precisam ser alfabetizados. Todas as cores foram pensadas e analisadas para favorecer tal processo. Sabemos que o uso de cores na educação infantil, contribuem para o desenvolvimento da capacidade motora e cognitiva, do raciocínio, da fala, do tato, da audição, do paladar, dentre várias outras habilidades.

Conheça um pouco desse RECURSO EXCLUSIVO desenvolvido para suas sondagens e intervenções: MÉTODO PPpA

PPpA

Vem aí, PPpA – Práticas Psicopedagógicas para Alfabetizar.


Você já sabe o que é o PPpA?


LIVROS E COMPUTADOR

Fontes:

https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/alfabetizacao-malfeita-e-a-real-causa-de-80-de-casos-encaminhados-como-disturbio/

https://www.guiadacarreira.com.br/carreira/o-que-faz-um-psicopedagogo/

https://www.campusvilla.com.br/uso-das-cores-na-educacao-infantil/

2 comentários em “Práticas Psicopedagógicas para Alfabetizar

  • 4 de maio de 2021 em 13:29
    Permalink

    Amei o tema. Parabéns!
    Estamos recebendo muitas crianças assim. Muitas crianças não foram alfabetizadas, e a escola encaminha para o psicopedagogos como distúrbios de aprendizagem ou dificuldades de aprendizagem.

    Resposta
    • 5 de maio de 2021 em 10:28
      Permalink

      Olá Etiane, tudo bem?

      Que bom que você gostou, realizamos um vasta pesquisa a respeito dessa situação. Por muitas vezes nós enquanto psicopedagogos buscamos diversas possibilidades e acabamos esquecendo que o processo de alfabetização do nosso país é falho. Uma vez que compreendemos tal situação podemos iniciar nossas investigações a partir desse pressuposto. As vezes o problema apresentado em forma de queixa é mais simples do que imaginamos. Resolver um problema de alfabetização malfeita é bem diferente de analisar uma situação voltada para algum tipo de transtorno. Esse material foi desenvolvido para realização de sondagens etapa por etapa, o que irá permitir identificar se existe um processo de alfabetização malfeita ou não.

      Obrigada pelo carinho e atenção, saiba que fazemos tudo com muito amor para profissionais de excelência assim como você. Abraços carinhosos de toda equipe PsiquEasy.

      Ass. Pp. Daliane Oliveira

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp