fbpx

Vem aí, PPpA – Práticas Psicopedagógicas para Alfabetizar.

Sabe aqueles 80% de casos encaminhados como “distúrbio” que na realidade a causa advém de um processo de Alfabetização malfeita?

PROBLEMA X SOLUÇÃO


Então, vinhemos te apresentar os recursos que desenvolvemos para você psicopedagogo utilizar em suas sessões e identificar problemas voltados para “má alfabetização”. “Chega de perder tempo caminhando pela estrada errada”. Antes de levantar hipóteses voltadas para distúrbios é preciso observar a possibilidade da queixa advir de um processo falho de “má alfabetização”. Visto que para se confirmar um Distúrbio ou transtorno é necessário realizar outros encaminhamentos, gerando assim, custos desnecessários a pais e responsáveis, pois os mesmos acabam tendo que levar seus filhos a especialistas como: Neurologista, Psicólogos, Neuropediatras, Fonoaudiólogos entre muitos outros que custam um valor considerável.

Receba mais credibilidade utilizando os recursos certos.

Ninguém quer perder TEMPO muito menos DINHEIRO, correto?

Quando nós profissionais identificamos o motivo da queixa corretamente, evitamos custos desnecessários, tanto de tempo quando de dinheiro. Sabemos que não é fácil, por isso, precisamos estudar muito e compreender o que está acontecendo. Quais são os problemas que mais geram as “dificuldades de aprendizagem”, ou poderíamos dizer “bloqueios no desenvolvimento cognitivo”.

“Quando uma criança não consegue acompanhar sua turma seu mundo mágico desaba”.

O resultado da má alfabetização nos mostra o porque das seguintes afirmações:

  • Grande parte dos alunos não alcançam êxito em sua vida escolar.
  • O desânimo, desmotivação e frustração na escola são companheiros inseparáveis.
  • Existe um alto índice de repetência ano após ano.
  • Milhões de alunos vão para série seguinte sem ao menos dominar as habilidades básicas da educação infantil.
  • Alfabetização malfeita é a real causa de 80% de casos encaminhados como “distúrbio”.

Essas são apenas alguns dos reflexos causados pela “má alfabetização”. Enquanto psicopedagogos temos a missão de mudar esse quadro. Vamos realizar investigações mais precisas e apontar adequadamente onde está o problema. Não vamos alfabetizar nossos aprendentes/pacientes, afinal não enquanto psicopedagogos não atuamos como professor. Mas, temos como função identificar os problemas, apontá-los e encaminhá-los para quem deve fazer esse trabalho. Temos ainda que indicar o recurso certo para que esse processo seja realmente realizado com êxito e ludicidade.

Por tudo que falamos, nós da PsiquEasy desenvolvemos o PPpA.

Coleção Práticas Psicopedagógicas para Alfabetizar em 18 volumes. Uma sequencia lógica que te permitira realizar com êxito desde as suas sondagens até suas indicações para alfabetização.

Conheça alguns benefícios dessa coleção:

  • Apresenta o método fônico aliado a outros métodos de identificação de associação letra/imagem;
  • Recursos Visuais que promovem a associação das letras com as imagens;
  • Recursos Visuais que promovem a associação das letras com o som das boquinhas em imagens.
  • Jogos que auxiliam no desenvolvimento das habilidades cognitivas;
  • Atividades que levam a identificação daquilo que a criança pensa e sente.
  • Apresenta cores que estimulam e instigam o cérebro da criança;
  • Relacionamento de sons, letras e imagens.
  • Diversas possibilidades para a estimulação da aprendizagem, dentre muitos outros.

Inicialmente vamos te apresentar nossos primeiros volumes que será lançado a partir do dia 19 de Abril, para conhecer mais individualmente sobre cada um basta clicar no link “Quero Saber Mais”.


Práticas Psicopedagógicas para Alfabetizar


Você já sabe o que é o PPpA?


LIVROS E COMPUTADOR

Fonte:

https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/alfabetizacao-malfeita-e-a-real-causa-de-80-de-casos-encaminhados-como-disturbio/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp