Psicopedagogia e as Dificuldades de Aprendizagem na Tecnologia

Atualmente podemos perceber que são muitas as pessoas que apresentam dificuldades em aprender utilizar as novas tecnologias.

Profissionais de todas as áreas têm resistido ao processo de inovação e informatização na prática de seus trabalhos. A evolução tecnológica tem avançado muito rápido em todos os tipos de aparelhos, como celular, programas de computadores que, todos os dias mudam sempre, trazendo aplicativos mais avançados.

Os programas estão cada vez mais aperfeiçoados e é preciso acompanhar tal evolução para melhor desenvolvimento das práticas de trabalho e atendimento ao cliente. Na Psicopedagogia não tem sido diferente.

Grande parte desses profissionais ainda continuam presos a um aglomerado de fichas, formulários, bloco de notas, registrando suas sessões em agendas e cadernos.  Assim como desenvolvendo seus laudos, queixas, informes, relatórios e muitos outros documentos manualmente sem geração automática, muito menos personalização do próprio material.

E por que isso ainda acontece?

computador-dificuldade psiqueasy

Pesquisas apontam que o medo e a resistência em enfrentar o novo “nesse caso a tecnologia” propriamente dita é uma realidade.

Infelizmente nem sempre os mais “instruídos academicamente falando” tem conseguido acompanhar as evoluções tecnológicas.

[….] Os sistemas tecnológicos, na sociedade contemporânea, fazem parte do mundo produtivo e da prática social de todos os cidadãos, exercendo um poder de onipresença, uma vez que criam formas de organização e transformação de processos e procedimentos. (PCN’s, 2000, p.11-12).

Não há como negar a importância das novas tecnologias no contexto atual, que tem tomado cada vez mais espaço com a sua rapidez e multiplicidade de informações. Quebrando assim, barreiras de tempo e espaço, conectando as pessoas, fatos e conhecimentos de forma global e instantânea.

Nesse sentido, faz-se extremamente importante discutir a relação das tecnologias no processo do atendimento psicopedagógico.

Como aderir aos novos meios de atendimento e deixar para trás métodos e recursos que há muito tempo já não correspondem com a real demanda de trabalho dos profissionais?

Como ajudar pessoas com dificuldades de aprendizagem em relação às questões tecnológicas e ganhar dinheiro utilizando recursos psicopedagógicos para isso?

Infelizmente para alguns psicopedagogos lidar com as novas tecnologias tem se tornando um grande desafio. Ao invés da tecnologia ser mais um “serviço ofertado” esta por vezes sendo um empecilho para sua própria evolução pessoal e profissional.

Tal desafio deve ser enfrentado pelos psicopedagogos, bem como o de refletir e repensar sua prática de atendimento e armazenamento de dados que são tão importantes para os clientes.

Viana (2004, p. 19), diz que “a sociedade atual, vivencia uma realidade, onde as crianças nascem e crescem em contato com as tecnologias que estão ao seu alcance” e que estas novas tecnologias dão acesso, não somente a conhecimentos transmitidos por palavras, como também por sons, imagens, vídeos etc. As tecnologias digitais estão em todo nosso cotidiano.

Em praticamente todas as famílias se encontra um celular com whatsApp, com câmeras digitais, celulares com cartão de memória, tablets, computadores com internet, utilizados para se conectarem com pessoas há quilômetros de distância, etc.

Os psicopedagogos desse novo século deverão se adequar as novas tendências tecnologias, visto que essa nova geração esta cada vez mais a frente de seu tempo.

medo do novo psiqueasy

Cada dia que passa novos recursos de ensino estão surgindo. Dessa forma, serão necessários profissionais capazes de acompanhar um nível de raciocínio bem diferente do que estamos acostumados a vivenciar.

O psicopedagogo necessita interagir com as novas tecnologias e o paciente/aprendente totalmente capacitado com as mesmas são caracterizados de duas formas: imigrantes digitais e nativos digitais, onde os imigrantes são os psicopedagogos que necessitam se adaptar à nova realidade das tecnologias digitais e os nativos digitais. Os pacientes/aprendentes que já nascem em um mundo totalmente digital.

Em um mundo cada vez mais marcado pela presença das tecnologias digitais, faz-se necessário que os psicopedagogos também se adaptem a essa nova realidade. Para isso, é preciso que os mesmos busquem formas de se capacitar e se aperfeiçoar para inserir essas novas ferramentas em sua prática de atendimento.

A importância do psicopedagogo adquirir habilidades e técnicas referentes à inclusão de tecnologias digitais. Deve-se ao fato de que esses meios estão mais contextualizados com a realidade em que os pacientes/aprendentes de hoje vivem. E com certeza, vai ser um fator de motivação a mais para despertar o interesse dos mesmos.

Também é possível a esses profissionais ofertar cursos de capacitação para outros profissionais. Se especializar na utilização do sistema como PsiquEasy é uma ótima opção. Muitos profissionais tem procurado por esse tipo de treinamento, pois possuem inúmeras dificuldades em sair dos antigos métodos e informatizar seus espaços.

Oferecer atendimento em locais que ofereçam cursos de informática é outra boa opção, muitas pessoas começam seus cursos e não conseguem terminar por terem dificuldades em aprender com os métodos oferecidos.

Estudo mostra que usar o computador é um ótimo exercício para o cérebro

pc exercicio para o cerebro

Trabalhar o cérebro é fundamental para a boa saúde mental. Exercitá-lo periodicamente ajuda a evitar várias doenças, principalmente à demência.

De acordo com estudo publicado na revista científica PLoS One – desenvolvido pelo professor da Escola de Psiquiatria e Neurociência Clínica Osvaldo Almeida (diretor de pesquisa do Centro de Saúde e Envelhecimento, da Universidade de Western Australia), pessoas mais velhas, que têm contato com computadores, apresentam menos risco de desenvolver demência em um período de oito anos.

“O estímulo gerado pela informática é benéfico e auxilia a manutenção da memória, proporcionando um aprendizado constante”, diz Pollyana Paixão, coordenadora administrativa da Faculdade Cotemig.

Ler mais: https://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2014/10/28/interna_tecnologia,584203/estudo-mostra-que-usar-o-computador-e-otimo-exercicio-para-o-cerebro.shtml

Pessoas, Medo, Psicopedagogia, Dificuldades e Tecnologia….

Em todos os tempos e idade pessoas demonstram ter medo do novo. Às vezes as mudanças nos assustam. Isso acontece porque passamos de uma situação de equilíbrio e controle para uma totalmente nova e em que muitos mistérios e incertezas nos cercam. Tudo que é desconhecido e imprescindível nos provoca muito medo.

O medo faz com que nos mantenhamos na nossa “zona de conforto” o que não é nada bom. Muitas pessoas se encontram estancadas em sua vida, principalmente profissionalmente porque se deixam amedrontar por essa sensação de insegurança.

 O que elas não sabem é que ela irá passar, não irá durar para sempre. A tecnologia tem causando muito medo, mas é preciso acompanhar os avanços e utilizá-los ao seu favor, acredite…..

medo passa psiqueasy

O medo é  uma sensação de incômodo que está te preparando para uma mudança, para um avanço e uma oportunidade de crescimento.

Vencer o medo, abandonar as velhas práticas e criar um ambiente de atendimento psicopedagógico inovador é realmente necessário para você administrar e organizar melhor o seu negócio.

Porque mesmo que o diferente nos cause medo, também dispara em nós uma ilusão de curiosidade e intriga pela novidade. O medo será o melhor combustível que você pode ter para servir de impulso para seguir em frente e dê passos de gigante.

Concentre-se no presente e aproveite-o ao máximo. Pense que amanhã não existe, que hoje é sua oportunidade para dar tudo de si. Se você se ancorar nos medos e nas dúvidas, este dia será um desperdício.

Você é o responsável pela vida que tem, por isso não se transforme em uma vítima. Se você não confiar no processo, não irá chegar onde quer. Começar algo novo pode nos dar medo, mas precisamos enfrentá-los e vencer.

Somos sempre capazes de aprender e inovar. Criar possibilidades é algo mágico que todo ser humano possui dentro de si mesmo. Basta acreditar e agir.

Sobre Informatização, não só nas Clínicas e Espaços de modo geral, como em escolas, ongs, empresas, hospitais e em quaisquer ambiente organizado para o atendimento psicopedagógico, indicamos nosso produto “PsiquEasy”.

HILSS psicopedagoga cliente psiqueasy

Uma parte dos psicopedagogos ainda não compreendem bem que Psicopedagogo é Psicopedagogo, não importa o local de trabalho que irá escolher para exercer a profissão. Alguns perguntam o seguinte:

Sou psicopedagogo(a) institucional, posso utilizar um sistema?

Eu presto atendimento em uma ONG, posso utilizar o sistema?

Eu tenho uma secretaria, ela e eu podemos utilizar o mesmo sistema?

Enfim, são inúmeras e impensáveis os questionamentos que recebemos dia após dia sobre informatização.

PsiquEasy é um sistema exclusivo para gestão do atendimento psicopedagógico que disponibiliza ao profissional uma gama de ferramentas para facilitar e organizar os atendimentos diários.

PsiquEasy utiliza protocolo https (Hyper Text Transfer Protocol Secure) utilizado por bancos e operadoras de cartão de crédito no mundo inteiro. Essa camada (https) adicional permite que os dados sejam transmitidos por meio de uma conexão criptografada e que se verifique a autenticidade do servidor e do cliente por meio de certificados digitais, é atualmente a forma mais moderna e segura de trafegar dados na internet.

O sistema utiliza ainda a tecnologia de ACL desenvolvida por Taylor Otwell engenheiro americano, autoridade na área de segurança da informação, consultor e responsável pela segurança em grandes corporações e bancos no mundo inteiro.

Use a Tecnologia a seu Favor, utilize PsiquEasy, porquê você merece o melhor…

PsiquEasy

Leia ainda:Acompanhamento Psicopedagógico no Ensino Superior

Você pode gostar:Materiais de Pedagogia, Psicopedagogia e Psicologia para baixar e Imprimir

Veja também: Precisamos evitar Estímulos Estressantes na Infância

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp