IPI – Investigação Psicopedagógica Intensiva

Investigação Psicopedagógica é bem mais do que ouvir  e aceitar as queixas apresentadas, na verdade é encontrar respostas para elas.

Investigar dentre outros coisas é colocar problemas aos problemas que por vezes foram ingenuamente ou preguiçosamente julgados resolvidos.

Investigar é criar problemas às fórmulas prontas-a-consumir, é criar mecanismos sempre cada vez mais profundos e rigorosos no sentido de analisar a realidade social para além das formas e das fórmulas crédulas e superficiais pelas quais julgamos ter resolvido o problema ou os problemas de análise.

O que é IPI e como ele pode contribuir no Processo de Investigação?

É um conjunto de materiais que auxiliam no processo de observação, investigação e levantamento de dados para compreensão da queixa apresentada.

Como surgiu a proposta?

O IPI surgiu a partir de aproximadamente 252 estudos de casos reais em todo o Brasil e alguns países do exterior, onde brasileiros oferecem o atendimento psicopedagógico. A pesquisa revelou que a maioria dos psicopedagogos utilizam como ponto de partida apenas a Anamnese.

Quando e como utilizar?

Você pode utilizar os Formulários, Questionários, Fichas e outros materiais de investigação de acordo com a necessidade e sempre nas primeiras sessões, para se obter a maior quantidade de informações possíveis sobre o paciente/aprendente e a situação que se encontra.

Todos os materiais deverão após preenchidos serem interpretados e comparados com as respostas realizadas na Anamnese. Observe cada resposta, cada detalhe, cada sentimento percebido durante as entrevistas realizadas. Como um bom investigador não deixe nada passar. Avalie, interprete e observe tudo com muita atenção e cautela. Por fim, descreva suas suspeitas, definindo para cada situação alguns procedimentos.

Qual o Objetivo?

Intensificar a investigação no processo de acompanhamento psicopedagógico, diminuindo os riscos de erros nos diagnósticos.

Por que devo utilizar o IPI?

Com o passar do tempo, os avanços da tecnologia e a perda de valores na sociedade atual, o comportamento humano foi modificando. A verdade é que não sabemos mais em quem podemos acreditar. O diagnóstico psicopedagógico sempre girou em torno inicialmente da Entrevista com o Sujeito e da Anamnese. Tudo que ouvimos nas primeiras sessões determinam de certa forma na escolha dos procedimentos que serão realizados.

  • Quantas vezes você enquanto profissional se deparou com a incerteza?
  • Sentiu aquela sensação de que tinha algo errado na descrição da queixa?
  • Que o pai e(ou) responsável mentiu ou omitiu algo importante? 

E vamos mais além, “Quantas vezes você descobriu que realmente os pais ou os responsáveis omitiram ou mentiram para você?”

Por não contarem tudo o que deveriam, você teve muitas dificuldades para ajudar seu paciente/aprendente. E isso causou um desgaste psicológico enorme em você. Quem esta iniciando não deve ter passado por isso ainda, mas existem muitos profissionais que já estão a anos atendendo e já viram muitas coisas, acredite. Muitos profissionais querem resolver tudo em apenas 3 ou 4 sessões, e sabemos que mesmo quando já existe um diagnóstico (laudo) é necessário investigar bem cada caso.

Não ter pressa, manter o foco, ter cautela, investigar, sondar todas as possibilidades é fundamental para se obter êxito no atendimento.

Material de Investigação Psicopedagógica Intensiva

R$ 112,00 na Promoção

Se você tem outras dúvidas sobre como o IPI poderá te ajudar na sua prática, deixe em comentários, vamos esclarece-las para você. .

JÁ A VENDA

Dúvidas whatsapp: (21) 9.7421-7212

antes-depois-do-psiqueasy

Leia também: Material de Investigação Psicopedagógica Intensiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp