Simone Maraninchi Psicopedagoga de Referência em Pelotas – RS

Se você procura uma Psicopedagoga em Pelotas-Rio Grande do Sul, vai amar conhecer Simone Maraninchi.

Pedagoga e formada em psicopedagogia desde 2009, afirma que antes de abrir seu consultório trabalhou em diversas escolas públicas. Hoje se dedica integralmente ao consultório, além de ministrar palestras sobre bullying, pois é uma das suas especialidades. Realiza ainda capacitações para: professores, pais e alunos.

Depoimento:

“Minha  experiência com o sistema PsiquEasy é nova e estou conhecendo, apesar de estar sendo de muita ajuda”.

 

Simone Maraninchi Psiqueasy

Segundo Simone “fazemos a diferença quando acreditamos que as mudanças partem pelo respeito às diferenças. E isso serve tanto para as escolas quanto para família”.

“Palavras da Psicopedagoga”

Hoje o trabalho psicopedagógico apesar de enriquecedor nos traz à tona as dificuldades na relação aprendente e ensinante e deste com o conhecimento e sua forma de ver o conhecimento, ou seja, o grau de adoecimento ou de saúde com o aprender, afirma Simone.

Simone Maraninchi psiquEasy

Minha compreensão psicopedagógica, parte de diversas lentes para compreender o processo de aprendizagem. Principalmente um olhar humanizado. Apesar de transpor paradigmas que não é nada fácil. Atendemos famílias escolas que buscam ajuda, mas com muita dificuldade de respeitar o tempo de cada criança. Acreditam que o fracasso escolar esteja apenas no sujeito, sem refletir nas possíveis causas que podem levar a dificuldade de aprender.

Assim, como escolas que infelizmente não conseguem ver o aluno que aparentemente possue “dificuldades entre outros problemas” com outro olhar. Nesse sentido, o profissional (psicopedagogo) deve levar a  família e a escola à uma reflexão que promova o envolvimento do sujeito de maneira prazerosa e lúdica.

“Um olhar Sistêmico”…

Desta forma, em meus atendimentos proponho um olhar sistêmico, em que todos são envolvidos no tratamento. E assim me oportuniza uma melhor análise da dinâmica das relações em que o paciente está inserido. Além dessa visão sistêmica, também foco muito na análise das habilidades sócio emocionais.  Sou estudiosa no fenômeno bullying e atendo crianças que são envolvidas em situações de violência escolar, o que faz eu desenvolver habilidades de resiliência, além de orientação aos pais para lidar com situações que favoreçam a auto estima, tanto das vítimas, agressores e espectadores, pois é cientificamente reconhecido que uma das consequências é o desinteresse e baixo rendimento.

Nada pode estar entendido isoladamente tudo faz parte no processo de desenvolvimento do sujeito. Portanto, a prática da psicopedagogia é uma organização entre os membros envolvidos.

O trabalho de rede, suas relações familiares e escolares é de suma importância.

Na visão psicopedagógica acredito que a prioridade é atender à necessidade, uma demanda da construção de aprendizagem a partir da dinâmica das relações dos envolvidos.  E também auxiliar no processo de aprendizagem, pois o básico da instituição deveria ser trazer o prazer neste procedimento.

Enquanto psicopedagoga penso que é fundamental para início de qualquer atendimento a formação de vínculos. Isso é tão crucial que pode afastar ou aproximar, por isso o papel do profissional em ter um olhar de comprometimento e carinho. Outra questão de muita importância é considerar a família, seu contexto e seu processo. Assim como sua função, sua hierarquia, suas regras e seus limites, sua ideologia e crenças.

 

“O papel do ensinante não é papel de quem sabe, ele ocupa uma posição de suposto saber reconhecendo e respeitando o desejo de conhecer no sujeito aprendente. O psicopedagogo deve criar relações saudáveis com a família e a relação família- escola garantindo o desenvolvimento das potencialidades do aprender”. ( Simone Maraninchi)

Conheça um pouco do Espaço Psicopedagógico de Simone, muito acolhedor e confortável. 

 

A prática do psicopedagogo deve ser baseada segundo Mansur 1988, “(…) as coisas têm muitos jeitos de ser, depende do jeito que a gente vê.” 

 

Consultório psicopedagógico
Simone Maraninchi
(53) 984638587
Simone.mleite@gmail.com
Pelotas / RS

 

 

Simone possui graduação em pedagogia /habilitação em magistério em matérias pedagógicas e orientação Educacional pela Universidade Católica de Pelotas – RS . Possui pós graduação em Psicopedagogia. Atualmente é psicopedagoga, com atendimento em consultório e gerente pedagógica na Associação Lacy Maraninchi (CEPEB- Centro de estudo e pesquisa sobre Bullying). Palestras e consultoria. Tem experiência na área de Educação, atuando como palestrante principalmente nos seguintes temas: Bullying ( Identificação, diagnóstico e atendimento), Educação de valores e competências sócio emocionais.

PsiquEasy

Leia também: Transtorno Opositivo Desafiador (TOD)

Veja ainda: Como organizar o Controle Financeiro do meu Espaço Psicopedagógico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *