Como aproveitar as Oportunidade de Aprendizado?

O que é Aprendizado Ativo e Aprendizado Passivo?

Antes de tudo é importante você saber qual a diferença entre os dois tipos de aprendizado.

Aprendizado Passivo

Aprendizado Passivo é quando você não se envolve com os estudos. Se você apenas lê um livro de direito constitucional sem grifar, anotar ou tentar se envolver com a leitura, você apenas leu, não aprendeu 100%. Ok, imagino que você esteja com essa pergunta em mente, mas, a leitura não é uma forma de aprendizado?

Lógico que sim, mas você aprende bem pouco se comparado a um aprendizado ativo.

Aprendizado Ativo

Aprendizado ativo é quando você se envolve com seus estudos. Se você lê um livro, grifando, escrevendo, recitando parte do texto, significa que você está assimilando melhor as informações, você está aprendendo com eficácia.

Uma das habilidades necessárias é a de aprender a aprender. Ou seja, de maneira autônoma, o estudante precisa saber não só o que, mas também precisa saber como estudar.

“Trata-se de desenvolver capacidades para você aprender como disciplina, foco, precisão. E isso pressupõe criatividade, responsabilidade e concentração”, explica o professor Sergio Ferreira do Amaral, da Faculdade de Educação da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) para quem aprender a aprender está muito próximo do conceito de autodidatismo.

Simone André, gerente-executiva de Educação do Instituto Ayrton Senna, tem um conceito parecido. Para ela, aprender a aprender é “a autonomia do estudante em gerir sua própria aprendizagem.” Ou seja, não basta mais para um estudante ficar sentado na sala de aula, recebendo um amontado de conteúdo e sentir que o trabalho todo está feito ao, simplesmente, estudar para uma prova.

Segundo os especialistas, o aluno precisa assumir um papel de protagonista nos seus estudos e aprender como estudar aquilo que é de seu interesse.

“É necessário dar ao aluno a escolha do seu caminho. E isso, claro, passa por dar a metodologia de avaliação, ou seja, a prova, levando em consideração o que o aluno quer aprender”, afirmou Amaral.

Veja mais em: https://para-seculo-21-o-importante-e-aprender-a-aprender

Veja também:Somos diversos e Aprendemos de Forma Diferente

Leia Ainda:As Etapas do Processo Terapêutico no Atendimento Fonoaudiológico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Chamar no WhatsApp