Como elaborar um Relatório Psicopedagógico e(ou) Neuropsicopedagógico?

Dentre os profissionais da área sempre surgem dúvidas acerca de como elaborar certos documentos. O relatório é um deles.

O relatório Psicopedagógico (Pp) e ou Neuropsicopedagógico (NPp) é uma  apresentação descritiva e informativa acerca de situações e/ou condições voltadas para os problemas de aprendizagem constituídas por diversos motivos.

Como todo documento deve ser subsidiado em dados colhidos e analisados, à luz de um instrumental técnico como:

  • Entrevistas;
  • EOCA;
  • Anamnese;
  • Dinâmicas;
  • Jogos;
  • Testes Pp e (ou) NPp;
  • Observação,
  • Intervenções,
  • Avaliações;
  • Outros.

A finalidade do relatório  será a de apresentar os procedimentos e conclusões gerados pelo processo da avaliação psicopedagógica, relatando sobre possíveis:

  • Encaminhamentos;
  • Informes;
  • Intervenções;
  • Avaliações;
  • Diagnóstico;
  • Prognóstico e evolução do caso;
  • Orientação e sugestão de acompanhamento.

O profissional deve limitar-se a fornecer somente as informações necessárias relacionadas ao caso em questão.

Como deve ser a Estrutura?

O relatório é uma peça de natureza e valor científico, devendo conter narrativa detalhada e didática, com clareza, precisão e harmonia, onde os termos técnicos devem, portanto, estar acompanhados das explicações e/ou conceituação retiradas dos fundamentos teórico-filosóficos que os sustentam.

Observe os cinco itens que o mesmo deve apresentar:
1.Identificação

O Profissional – quem elabora o Relatório, onde deverá ser colocado o nome do mesmo.
O Interessado – quem solicita o Relatório.

O paciente/aprendente
O Assunto/Finalidade – qual a razão/finalidade do Relatório.

2. Descrição da Demanda

Esta parte é destinada à narração das informações referentes à queixa apresentada e dos motivos, razões e expectativas que produziram o pedido do documento. Nesta parte, deve-se apresentar a análise que se faz da demanda de forma a justificar os procedimentos adotados.

3. Procedimento(s)

A descrição dos procedimentos apresentarão os recursos e instrumentos técnicos utilizados para coletar as informações (número de encontros, pessoas ouvidas, testes, entrevistas, dinâmicas, observação, intervenções, eoca, jogos, outros… ).

Os procedimentos adotados devem ser pertinentes para avaliar a complexidade da queixa apresentada.

4. Análise

É a parte do documento na qual o Pp e (ou) NPp faz uma exposição descritiva de forma metódica, objetiva e fiel dos dados colhidos e das situações vividas relacionados à demanda em sua complexidade.

Como apresentado nos princípios técnicos, “O processo de avaliação psicopedagógica/neuropsicopedagógica deve considerar que os objetos deste procedimento (as questões voltadas para aprendizagem) têm diversas determinações que devem ser consideradas , sendo as mesmas elementos constitutivos no processo de subjetivação.

O documento, portanto, deve considerar a natureza dinâmica, não definitiva e não cristalizada do seu objeto de estudo. Somente deve ser relatado o que for necessário para o esclarecimento do mesmo.

5. Conclusão

Ao concluir o documento, o Pp e (ou) NPp vai expor o resultado e/ou considerações a respeito de sua investigação a partir das referências que subsidiaram o acompanhamento.

Após a narração conclusiva, o documento é encerrado, com indicação do local, data de emissão, assinatura do Pp e (ou) NPp e o CBO, ou se tiver número de inscrições na associação/ABPp e (ou) sindicato/SINDPSICOPP/BR.  (tais inscrições não são obrigatórias).

baixar psiqueasy

Modelos de Relatórios para baixar, preencher e imprimir.

MODELO RELATÓRIO Pp e NPp 01

MODELO RELATÓRIO Pp e NPp 02

(Em setembro na nova versão do Software PsiquEasy estarão disponíveis para geração automática todos os modelos de documentos Pp e NPp).

Próxima Postagem: Como desenvolver um Laudo Psicopedagógico e (ou) Neuropsicopedagógico. 


Se você tem outros modelos de documentos, ou outros materiais, compartilhe conosco para que possamos continuar compartilhando saberes e facilitando o trabalho de milhares de profissionais em todo o Brasil. Basta enviar para o e-mail:blog.psiqueasy@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *